Irecê e Região

Ator ireceense, do ‘Rebuliço’, Bruno Dourado, é o novo garoto propaganda da Boticário

Cultura&Realidade - 03 de Junho de 2019

file-2019-06-03150914.361227-IMG-20190531-WA0106b1f0e68a-862a-11e9-9efe-f23c917a2cda.jpg

O cineasta Beto Magno, o ator e diretor Marcos Wainberg e o ator Bruno Dourado - Foto: Divulgação

O jovem ator Bruno Dourado, de Irecê, que é agenciado pela empresária Rada Rezedá, está na sua melhor fase profissional, pois além de ter feito o personagem Toin Peteca, que é  um jardineiro  apaixonado  pela Belinha, da peça teatral "Rebuliço", sob direção de Solon Barreto, que está movimentando a terra do feijão, Irecê, e se apresentou na cidade de Morro do Chapéu,  estreiou nas telas do cinema, como o ator do curta "Maracangalha, Eu Vou!", vila que ficou famosa ao ser cantada pela música de Dorival Caymmi.

Os atores empresariados da atriz e empresária Rada Rezedá na gravação do Programa de Web "Papo de Ator" com o ator e diretor Marcos Wainberg. Foto: Divulgação

O filme é baseado no livro "Cine Maracangalha" escrito pelo médico, jornalista e escritor Berbert de Castro (comentarista de cinema durante 40 anos pelo jornal A Tarde), e conta a história de pessoas excêntricas que viveram no povoado Maracangalha, em São Sebastião do Passé, interior da Bahia, sob direção artística do ator Marcos Wainberg (cara, crachá, Zorra, Globo) e roteiro de Rada Rezedá. Ela  já tem 19 curtas em parceria com Beto Magno, da VM Filmes. Desses curtas, seis, são sobre a famosa vila Maracangalha.

O filme tem 26 atores estreantes (alunos da CAP sob o comando de Rada Rezeda) e participações especiais da cantora Mônica San Galo (cantora Maricota), a dançarina Rosiane Pinheiro (a sambadeira Anália) e Delegado Valdir Barbosa (delegado), foi lançado para 300 convidados, nas cidades de Salvador (27/5, Teatro Salesiano Dom Bosco, Paralela), Camaçari (28/5, Teatro Cidade do Saber) no horário das 19h.

Os convidados do lançamento do filme "Maracangalha, Eu Vou!", em Salvador, levaram 1kg de alimentos não perecíveis, para serem distribuídos com a ajuda da AMAM (Associação de Moradores e Amigos de Maracangalha)  a comunidades carentes do povoado de Maracangalha, em São Sebastião do Passé, Bahia. 

Rada Rezedá

Com 30 anos de experiência profissional, Rada Rezedá, é referência na Bahia, no mundo das artes,  principalmente cinema e TV, sendo a fundadora da primeira escola audiovisual da Bahia, a CAP, Escola de TV e cinema, além de ter sido professora do cantor Felipe Pezzoni, as dançarinas Rosiane Pinheiro e Lori Improta, Fernando Sampaio, Val Perre, Carolina Brasil, Patrícia Cortizo.

Rada é também produtora, diretora de TV e cinema, atriz, locutora e jornalista. Como diretora da CAP Escola de TV e Cinema da Bahia, Rada realiza também diversos cursos como apresentador para TV, Câmera/Cinegrafista, Edição, Locução, Dublagem, Produção e Direção de Vídeo, Direção de Fotografia, Fotografia Digital e Teatro.

A atriz e empresária Rada Rezedá e o seu empresariado, o ator Bruno Dourado. Foto: Divulgação