file-2017-02-08175959.335653-Banner-CR-topo-notcia_22b9a9f62-ee39-11e6-aece-047d7b108db3.jpg

Bahia

Assentados do município de Wagner organizam mutirão de reflorestamento do Rio Utinga

17 de Agosto de 2017

Trecho do Rio Utinga no município de Bonito

Situação do Rio Utinga é motivo de preocupação para a população de várias cidades da Chapada Diamantina (Divulgação)

Do Jornal da Chapada

Trabalhadores rurais do Assentamento São Sebastião realizam o segundo mutirão de reflorestamento do Rio Utinga, nesta quinta-feira (17), a partir das 8h. O mutirão faz parte da ‘Campanha de Conservação da Bacia Hidrográfica do Rio Paraguaçu’. Entre os participantes estão confirmados pequenos agricultores, posseiros, indígenas, assentados, quilombolas e pescadores do município.

A situação do Rio Utinga é motivo de preocupação para a população de várias cidades, não apenas a de Wagner. Em Utinga, os índios Payayás já perceberam, anos atrás, o tamanho do problema e começaram um trabalho de conscientização, articulação política e ação.

Atualmente o indígena Otto Payayá, avalia que a ação é a única ferramenta que ainda crê. As comunidades têm se juntado para limpar o rio e plantar na sua margem. “Tem que fazer algo prático, recuperar a vegetação para que a água volte a correr”, informou.