Comportamento

Analfabeto sonha construir biblioteca para diminuir analfabetismo no interior da Bahia

Cultura&Realidade - 16 de Janeiro de 2020 (atualizado 16/Jan/2020 10h31)

file-2020-01-16102952.865589-Sem_titulo-1471585a4-3864-11ea-b070-f23c917a2cda.jpg

Seu Delo armazena cerca de 500 livros - Fotos: Arquivo pessoal

Construir uma biblioteca rural para fomentar a educação na comunidade. Esse é o sonho do líder comunitário Delo, 43 anos, que não sabendo ler e nem escrever, viu na leitura a chance de mudar a realidade das crianças e adultos.

Delo é vice-presidente da Associação Criativa de Matriz Africana da Comunidade Valérias, no município de Heliópolis, interior da Bahia. Sua história ficou conhecida através do graduando em Geografia, Vilmário Sousa, 28 anos, que realiza um estágio obrigatório na comunidade e que também abraçou esse sonho.


“Nosso projeto de estágio é voltado para a educação em ambientes não formais de aprendizagem. E é neste ponto a inserção da ideia de arrecadar fundos para a construção da biblioteca rural”, afirmou o futuro professor Vilmário.

Em um espaço improvisado e bem precário, seu Delo armazena cerca de 500 livros que sofrem o risco de serem danificados pela chuva.

                                                                               livros do projeto biblioteca rural em comunidade baiana

“Com a biblioteca rural, Delo pretende mitigar questões locais como analfabetismo (de jovens e adultos) e evasão escolar”, informou.

 

Biblioteca ajudará a diminuir índice de analfabetismo na comunidade


Vilmário explicou que a proposta é tornar a biblioteca também um espaço de alfabetização para jovens e adultos, já que é alto o índice de analfabetismo na comunidade. “Acredito muito na transformação social da comunidade a partir da educação.”


Conheça a comunidade Valérias


A comunidade Valérias fica no interior da Bahia, em Heliópolis, e é organizada pela Associação de Criativa e de Matriz Africana, juntamente com um grupo de mulheres que desenvolve trabalho de artesanato para geração de renda.

                                                                                  moradores e idealizadores do projeto biblioteca rural no interior da Bahia

A história da comunidade organizada em associação comunitária começa em 2010, através de ações sociais como palestras, oficinas, rodas de discussão e eventos usando a educação como principal pauta.

 


Do Razões para Acreditar