Irecê e Região

Alerta: ‘Digitais Influencers’ estão aplicando golpes em Irecê

Cultura&Realidade - 16 de Junho de 2019 (atualizado 16/Jun/2019 18h05)

file-2019-06-16174617.542061-digital_influencerc9f757da-9077-11e9-9efe-f23c917a2cda.jpg

Está viralizando a era "Digital Influencer" em Irecê. Foto: Arte/Gilberto Neiva

Por Gilberto Neiva/Cultura&Realidade 

O que é um Digital Influencer?
1.    Um influenciador é aquele que influencia;
2.    Um influenciador não é, necessariamente, uma celebridade;
3.    E vice-versa;
4.    Influência é sinônimo de credibilidade;
5.    Um influenciador é MUITO próximo do público com quem ele fala.

Apesar de ainda ser uma cidade do interior, em crescimento, Irecê tem “chovido” estrelas do Instagram. Relativamente, é muito fácil se tornar um Digital Influencer, basta ter um celular, internet e ideias na cartola. Mas ai que tá, contas falsas são criadas e até compra de seguidores, likes e comentários fakes (falso), como isca para os lojistas. 

Casos parecidos já aconteceram pelo país. Mas desta vez, aconteceu e está acontecendo em Irecê. “Já apareceram vários aqui, dizem ser famosos, influenciadores e que conseguem seguidores fáceis pra gente”, relatou Socorro Lima, 40 anos, empresária da loja Original380º, no centro da cidade. 

Ela conta que recentemente, um deles, apareceu em sua loja e fez a proposta de um sorteio online, e estava tudo articulado com outras empresas. “Choveria seguidores e clientes reais”, ressaltou. 

Esperançosa, aceitou a proposta e foi ai que se decepcionou, não houve retorno. 

Mas não generalizando, alguns ‘Digitais Influencers’ trabalham de forma correta e realmente trazem resultados legais para a empresa. “Ultimamente a gente testou o serviço de um rapaz, formado na área, e foi muito bom. Os resultados foram legais e conseguimos vender para esses clientes, migrados do perfil dele”, contou. 

É interessante notar que o mercado e ‘’influenciadores’’ é um dos que mais cresce no mundo atualmente — 5 das 10 celebridades mais influentes entre os adolescentes brasileiros são estrelas do YouTube, segundo essa matéria da ‘’Exame’’. 
Todo mundo quer aparecer, ganhar coisas grátis e ter fãs. É muito fácil, é divertido, vamos investir naquela blogueira antes que a concorrência a leve para São Paulo para ser estrela de um comercial de shampoo!

No desespero de anunciar e não verificar direito quem é o parceiro, as marcas esbarram num pequeno problema: pessoas não são números, simples.

Desse modo, ficam 3 lições valiosas sobre influenciadores digitais:
1: Pessoas mentem — todo mundo quer ser famoso; saiba quem é aquele produtor antes de fechar o contrato;
2: Nem tudo é o que parece — fotos, vídeos, comentários… tudo pode ser comprado, fique atento;
3: não acredite só nos números — acredite no conteúdo.

Algumas informações extraídas do site Medium.com