Bahia

100 policiais são enviados ao Ceará pelo governador da Bahia, ACM Neto critica

Cultura&Realidade - 07 de Janeiro de 2019

file-2019-01-07115432.410958-1502286975WhatsApp_Image_20170809_at_10.36.48-700x466243b801e-128c-11e9-80ca-f23c917a2cda.jpg

A medida do petista baiano provocou um protesto da oposição Foto: Manu Dias /GOVBA

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), enviou 100 policiais militares para o Ceará afim de atuar no estado que sofre com uma onda de violência desde a semana passada. A medida do petista baiano provocou um protesto da oposição. Segundo o Diário Oficial do Estado, os policiais ficarão à disposição do governo cearense até o dia 20 de janeiro.

Presidente nacional do DEM, o prefeito de Salvador, ACM Neto, disse que a ação de Rui Costa é “lamentável e inoportuno factoide” para ajudar o governador Camilo Santana (PT).

“Não é possível que o governador queira ajudar seu colega petista uma vez que é incapaz de oferecer segurança ao seu próprio estado. Rui deveria se preocupar em ampliar os investimentos em segurança na Bahia, que, nos últimos anos, infelizmente, viu a criminalidade crescer em níveis muito próximos ao do Ceará”, disse ACM Neto a VEJA.

Rui Costa argumenta que os estados nordestinos precisam se unir. “Acho que, nesse momento, a gente, o Nordeste, tem que se juntar e apoiar mutuamente e junto combater o crime organizado. Eu já prestei minha solidariedade a ele (Camilo Santana), como outros governadores do Nordeste também. Nós temos tropas especializadas, homens muito bens treinados e toda ajuda, no momento de dificuldade, é sempre bem-vinda. É fundamental que o Nordeste se ajude mutuamente”, afirmou.

Após ordem do ministro da Justiça, Sergio Moro, 300 homens da Força Nacional de Segurança foram mandados também para o Ceará. Desde a última quarta-feira, 2, os criminosos têm feito ataques a delegacias, bancos e a prefeituras no interior do Ceará.

Camilo Santana disse que os autores dos atos querem que o governo cearense recue de “medidas fortes” que têm sido adotadas contra eles. Na madrugada desta segunda-feira (7), bandidos voltaram a atuar e incendiaram uma estação ambiental e a Câmara de Vereadores de Icó.

Da redação, com informações do site Veja